História dos Macarons


O Doce da Rainha

O macaron tem quase 500 anos, senão mais. Há algumas versões para o surgimento dos macarons: a primeira é de que esse doce já era produzido por monges em alguns conventos da França; e a outra, é a de que foi levado para França por Catarina di Médici. Ambas teorias são aceitáveis, uma vez que as amêndoas constituíam a base da confeitaria europeia. Dessa forma, é bem provável que esse doce tenha surgido em ambos os países. As amêndoas eram consumidas apenas nos conventos e castelos por se tratar de um produto nobre pelo seu alto teor de proteínas e gorduras.
Porém, entre as duas versões, a mais popular é de que o macaron tenha saído da Itália no século XVI quando a rainha Catarina di Médici mudou-se para a França para se casar. O "Doce da Rainha", como era chamado, foi levado juntamente com a sua corte e a receita era mantida em segredo. O confeiteiro chefe da rainha confeccionava os macarons para ocasiões especiais e assim o doce foi se tornando popular entre os nobres franceses. Naquela época, o macaron era apenas um biscoitinho de amêndoas, pois a idéia de se juntar as partes por um recheio veio muito tempo depois. 

Na Revolução Francesa em 1789, o clero e a nobreza perderam suas regalias e assim, algumas irmãs carmelitas da cidade de Nancy conheciam a receita e começaram a fabricá-los para vender. Elas ficaram conhecidas como "Irmãs Macarons" e até hoje, na cidade de Nancy. existem os macarons como eram produzidos naquela época.
No início do século XX, Pierre Desfontaines, fundador da Pâtisserie Ladurée, teve a brilhante idéia de juntar os "coquies" ("bolachinhas") a um recheio cremoso e saboroso. E mais recentemente Pierre Hermé, famoso pâtissier francês, criou os macarons que apreciamos hoje: uma explosão de cores e sabores.
Crocante por fora, macio por dentro....e uma mistura de sabores sutis, fazem desse doce uma iguaria francesa. Para aniversários, casamentos e ocasiões especiais, o macaron é uma bela alternativa elegante para a sua comemoração! Além de tudo pode ser personalizado combinando com a cor e proposta da festa.
Curiosidade: a origem da palavra macaron vem de "maccherone". Na Itália, a palavra "maccherone" é usada para designar uma massa leve. Como o macaron era só um biscoitinho leve feito de amêndoas, açúcar e claras, então recebeu esse nome. Quando Catarina di Médici o levou para França, os franceses não sabiam pronunciar maccherone. E como eles afrancesam tudo, então acabou virando macaron. E é assim que o conhecemos.